Faça sua doação


Depósito Bancário
Banco do Brasil: Ag: 4278-1 | CC: 90517-8
Bradesco: Ag:0662 | CC: 4354-0

Artigos

Cães que destroem coisas

Uma das maiores reclamações dos donos de pets é a destruição de objetos: sapatos, sofás, chinelos, tudo que estiver ao alcance, eles destroem. Mas e quando é a situação contrária? Alguns pets costumam pegar os objetos dos donos e levá-los para as suas caminhas, sem causar destruição alguma. Por que será que isso acontece? Conversamos com a adestradora da equipe Cão Cidadão, Paula Maiana, sobre o assunto.
 
“Os cães, quando estão entediados, podem destruir coisas apenas para passar o tempo. Quando esses objetos possuem o cheiro de seus donos se tornam ainda mais atrativos, pois, além de distraírem, fornecem um conforto olfativo na ausência da família naquele momento”, informa a adestradora.
 
Filhotes
Quando se trata dos filhotes, é possível que peguem esses objetos somente para coçar a gengiva, quando estão em processo de transição da dentição. Para eles, quanto mais duro o objeto, melhor, e se tiver o cheiro do dono, melhor ainda. A destruição não é feita de propósito, é apenas uma forma de aliviar o desconforto que eles sentem.
 
Quero atenção!
No caso dos cães que pegam os objetos, mas não os destroem, Paula explica que isso pode acontecer por duas razões: para chamar a atenção do dono, ou para se confortar durante a ausência de sua família e diminuir um pouco a saudade.
 
Se o cachorro já tentou de todas as formas fazer com que você brinque com ele e ainda não conseguiu o que queria, pegar objetos "proibidos" é uma forma de chamar a sua atenção. “O cachorro pega uma meia ou um sapato e o dono sai correndo atrás dele na hora. O dono só consegue pensar no estrago que poderá evitar (mesmo que isso não vá acontecer) se recuperar o objeto rapidamente, mas, para o seu companheiro canino, essa é a melhor brincadeira do mundo”, explica Paula.
 
Nessa situação, o pior a se fazer é correr atrás do cachorro, pois é exatamente isso que ele quer. Procure ignorá-lo por um tempo, porque assim ele entenderá que não conseguirá o que quer tendo esse tipo de comportamento. “Descubra algo que tire o foco dele do objeto e o recupere depois que ele tiver esquecido. Ensine que a melhor forma de chamar a sua atenção é quando ele trouxer um brinquedo dele até você”, sugere a adestradora.
 
Saudade grande!
Ao deixar o pet sozinho em casa por um período, uma dica é disponibilizar algum objeto que seja destinado apenas para o seu cãozinho, mas que você manuseie com frequência, para que ele tenha o mesmo sentimento de tranquilidade que busca ao pegar suas roupas, sapatos e etc. Você também pode manusear os brinquedos dele para que fiquem com seu cheiro, pois isso ajudará o seu pet a lidar com as horas em que você estiver ausente.
 
Fique esperto!
Caso ele comece a ficar muito triste e desesperado todas as vezes que você sai de casa, é possível que seu cãozinho esteja sofrendo de ansiedade de separação, e esse problema deve ser tratado para evitar que o pet sofra com o estresse causado pelo medo de ficar sozinho e longe dos donos.


Paula Maiana é adestradora da Cão Cidadão e atende em Salvador.